Búfalas de Brotas livres: ONG ganha guarda definitiva e faz vaquinha. Saiba como ajudar!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Após meses de luta, finalmente as mais de mil búfalas abandonadas em fazenda de Brotas (SP) estão livres! Com petição assinada mundialmente, a ONG Amor e Respeito Animal (ARA) ganhou a guarda definitiva dos animais. Agora, eles contam com o apoio da população para custear o tratamento desses seres inocentes.

Para contribuir e compartilhar a campanha, é só clicar aqui. Toda doação faz a diferença.

Essas búfalas nunca mais passarão um dia de fome durante o resto da vida delas. Nós queremos que todas tenham uma morte natural e por isso nós estamos lutando”, disse o presidente da ONG, Alex Parente.

Maior caso do mundo de maus-tratos à animais

A história das Búfalas de Brotas repercutiu em novembro do ano passado (2021), quando Alex presenciou um cenário chocante de animais mortos e passando fome e sede, após denúncia de maus-tratos.

No total, 1.002 búfalas foram acolhidas, porém, mais de 60 filhotes nasceram desde então e ainda há outros por vir, frutos da inseminação artificial à qual elas eram submetidas pelo ex-proprietário da fazenda.

Na época, dezenas desses animais morreram de fome e sede. A maldade foi tanta, que foram encontradas carcaças enterradas e animais em decomposição. Os que estavam vivos, estavam com as costelas à mostra e em avançado estado de inanição.

Investigações apontam que o proprietário da fazenda, que vendia leite de búfala, deixou os animais à deriva de propósito para definharem no local. Ele teve prisão decretada em dezembro e após passar semanas foragido, em janeiro deste ano (2022) foi encontrado e preso.

Acompanhe a ONG com as búfalas pelo Instagram @búfalas_de_brotas e também pela Change.org. Acesse a petição da tutela aqui.

Ajuda

Desde o início dessa história, integrantes da instituição e profissionais voluntários se revezam em uma árdua jornada para tratar e recuperar esses animais e para garantir que haja condições, inclusive de infraestrutura e financeiras, de manter esse trabalho.

É emocionante ver animais que mal andavam de fraqueza por fome e sede, hoje em dia tendo comida, água e abrigo com respeito como indivíduos”, afirmou advogada da ONG, Antilia Reis.

Os novos filhotes

A notícia boa, diante disso, é que nasceram filhotes, que precisarão de cuidados especiais, mas que trazem esperança.

Tudo que nós estamos fazendo na fazenda, tanto na questão da assistência veterinária, alimentação, melhorando a estrutura onde estão os animais, construindo cerca, reformando o curral, tudo está sendo feito através de doações”, explicou Alex.

Fonte: SNB.